O grupo dst, através das empresas dst, s.a. e dte – instalações especiais, s.a., é o responsável pela construção do edifício para armazenamento de produtos alimentares do Entreposto Frigorífico da Plataforma Logística do Porto de Leixões.

A empreitada, num valor superior a 4,3 milhões de euros, ocupa uma área total de 7.300 metros quadrados, no Lote 3 do polo 1, em Santa Cruz do Bispo, Matosinhos.

“Trata-se de uma obra de grande complexidade técnica, em termos de instalação de frio e de estanteria, estando dotada de mecanismos funcionais e tecnologia de última geração em gestão de câmaras frigoríficas”, explica um comunicado da dst.

Projetada pela ANI Engenharia, a estrutura estará apta para todo o tipo de serviços de transbordos, ‘cross-docking’, armazenamento e controlo de temperatura e serviços logísticos de transporte.

A dte será responsável pela estanteria, rede de frio industrial e instalações elétricas, assim como pela comunicação e segurança, aquecimento, ventilação e ar condicionado.

Por sua vez, a dst vai desenvolver todos os trabalhos de construção civil necessários para erigir um edifício de dois pisos constituído por várias áreas com utilização social, administrativa, técnica e de armazém.

Para José Teixeira, presidente do Conselho de Administração do grupo dst, este projeto “tem um valor importante num segmento de negócio no qual o grupo pretende crescer e evoluir”, lembrando que se trata de “um investimento da empresa APDL – Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do castelo, S.A., direcionado para a atividade de importação e exportação da Friopuerto, e surge num contexto de investimento na área logística e de transporte como estratégia do desenvolvimento económico de Portugal”.


/imgs/certificacoes.jpg

PME Excelência 2001 ConstruçãoÂmbito/
Instalações Elétricas de Utilização de Energia, Postos de transformação, Ramais de Média Tensão, Ramais de Baixa Tensão, Iluminação Pública.
APCER
Certificado nº 02/CEP.1753 Sistema Português da Qualidade NP ISO 9001