A empresa dstelecom do grupo dst, que ganhou os concursos para as Redes de Nova Geração (RNG) das zonas rurais do norte e sul, vai investir 108 milhões de euros em oito mil quilómetros de fibra ótica. Em declarações à Lusa, o seu administrador, José Teixeira, adiantou que o investimento vai criar 3300 empregos diretos e cobrir mais de 50 por cento da população daquelas regiões.

O empresário adiantou que “o volume de investimento será mais elevado nos dois primeiros anos, decorrente da necessidade de construir a infraestrutura que suportará uma rede de nova geração com forte incorporação de produtos e serviços nacionais”. Assim serão efetuados investimentos em equipamentos de telecomunicações ativos e passivos, em fibra ótica, em obras de construção de condutas e acessos ao cliente final. Em ambos os concursos teve como parceiro para retalho a Optimus, atuando a dstelecom como operador de operadores, enquanto que a Optimus assegura a prestação de serviços aos clientes. “Não faz sentido que todos os operadores construam uma infraestrutura onde corram apenas os seus serviços, pois o elevado custo penalizaria o consumidor final”, acentua.

José Teixeira acentua que a dst tem redes abertas pelo que “procura fazer parcerias com os operadores existentes no mercado e com outros, de produtos e serviços sectoriais, que aparecerão naturalmente”. “O paradigma da comercialização mudará”, frisou, dizendo-se convicto de que aparecerão "startups" e outras iniciativas, quer das universidades quer de outras latitudes. José Teixeira salienta que a empresa quer ganhar outros concursos de redes de operadores de operadores a lançar em Portugal, “já que a Comunidade Europeia (CE) deverá alocar apoios de elevado montante”.

“Estaremos, ainda, atentos a outros países que sejam contemplados com apoios da CE para zonas regionais”, afirmou, adiantando que desenvolverá, também, iniciativas nas principais cidades de Portugal para modelos de negócio idênticos aos do Porto Digital.


/imgs/certificacoes.jpg

PME Excelência 2001 ConstruçãoÂmbito/
Instalações Elétricas de Utilização de Energia, Postos de transformação, Ramais de Média Tensão, Ramais de Baixa Tensão, Iluminação Pública.
APCER
Certificado nº 02/CEP.1753 Sistema Português da Qualidade NP ISO 9001